Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Tétano Acidental

O tétano é uma doença infecciosa aguda não contagiosa, prevenível por vacina, causada pela ação de exotoxinas que provocam um estado de hiperexcitabilidade do sistema nervoso central. 

O agente etiológico é o Clostridium tetani, um bacilo gram-positivo esporulado, anaeróbico, semelhante à cabeça de um alfinete, que produz esporos que lhe permitem sobreviver no meio ambiente por vários anos. Desta forma, é normalmente encontrado na natureza, sob a forma de esporo, podendo ser identificado em pele, fezes, terra, galhos, arbustos, águas putrefatas, poeira das ruas, trato intestinal dos animais (especialmente do cavalo e do homem, sem causar doença).

A infecção ocorre pela introdução de esporos em solução de continuidade da pele e mucosas (ferimentos superficiais ou profundos de qualquer natureza). O período de incubação é curto, varia de 5 a 15 dias. Quanto menor for o tempo de incubação (menor que 7 dias), maior a gravidade e pior o prognóstico. Não há transmissão direta de um indivíduo para outro.

Centro Estadual de Vigilância em Saúde