Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Hantavirose

Doença aguda causada por vírus, que no Brasil, ocorre na forma de Síndrome Cardiopulmonar por Hantavírus e tem como sintomas iniciais, febre, dor muscular, dor de cabeça, dor lombar, náusea, podendo evoluir para dispneia, taquicardia, tosse seca, hipotensão e choque circulatório.

A infecção se dá pela inalação do vírus que o roedor silvestre elimina na urina, na saliva e nas fezes e pela mordida do roedor. Após o contato com o vírus pode levar até 60 dias para que os sintomas apareçam. Existem vários tipos de hantavírus, cada um está associado a uma única espécie de roedor reservatório .  Ratos urbanos (ratazana, camundongo e rato de telhado) não são reservatórios dos vírus que ocorrem no Brasil.

De maneira geral, as atividades agrícolas (limpeza de galpões, paióis, colheita, etc.), as domésticas ou as de lazer (pescarias, trilhas, etc.), que estejam direta ou indiretamente associadas a exposição a roedores silvestres e/ou suas excretas, constituem os principais fatores de risco para as infecções por hantavírus.

Locais

Centro Estadual de Vigilância em Saúde